quinta-feira, 25 de junho de 2009

OS ANIMAIS TAMBÉM AMAM... E SOFREM.


Aqui o macho encontra sua fêmea ferida após um atropelamento. Ele traz comida para ela e a atende com amor e compaixão


As fotos postadas aqui nos mostram um trágico acidente, por atropelamento, de uma pequena andorinha. Analisando friamente parece uma bobeira, mas se olharmos atentamente para as imagens veremos que as coisas são um pouco diferentes.

Não sei quem foi o fotógrafo que fez essas imagens, mas me emocionei muito ao vê-las e ao ler os pequenos textos escritos em cada foto no email que me foi enviado por minha querida amiga Janaina Soares.

Eu fico pensando como ainda existem pessoas que não tem o devido respeito pelos animais e não percebem que eles também ficam felizes, sofrem, sentem dor e amam. Estas imagens mostram in loco tudo isso o que estou falando.

Acompanhem a seqüência das imagens, leiam os pequenos textos e emocione-se também. Se isso não acontecer é porque você é totalmente desprovido de sentimentos e deve fazer uma longa reflexão sobre isso.

Novamente ele tenta alimentá-la, mas percebe que ela está morrendo... tenta move-la ... um esforço raramente visto entre andorinhas!!

Ele percebe, então, que sua querida esta morta e que nunca mais voltara para ele...ele chora, tristemente, a perda de seu adorado amor...

Ele permanece, ao lado dela, em sua morte... não tem mais jeito.

Finalmente, consciente de que ela não retornaria... ele permanece ao lado de seu corpo com tristeza . E chora... chora por sua perda... pelo seu amor.

3 comentários:

DALVINHA disse...

Olha Luciano, fiquei realmente muito triste ao observar as fotos das andorinhas. Pena, q ainda exista tanta gente cheia de egoísmo e vidrada em bens materiais, esquecendo q o verdadeiro valor da vida é o "AMOR". Parabéns pela postagem.

Loja Roberto Vascon/Natal disse...

Luciano, acredito que é a insensibilidade dos seres "humanos" que os fazem pensar que os animais não tem sentimentos. Mas, se observarmos as atitudes dos seres "irracionais" veremos que o grau de humanidade deles é bem mais acentuado que o nosso. A natureza nos dá exemplos a todo instante; nós é que teimamos em não ver. Abraços,
Madeleine

Katiana Assunção disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

musica