sexta-feira, 13 de março de 2009

PRATO NADA CONVENCIONAL

Considerando-se a crença chinesa de que certos animais ou seus órgãos têm propriedades medicinais quando ingeridos, não é difícil imaginar qual seria o efeito de um pênis de jumento no organismo humano.

A chamada "cultura do pênis" chinesa chegou há alguns anos ao conhecimento ocidental. Em alguns lugares, como restaurantes temáticos, eles tentam falar abertamente sobre o assunto em busca de melhorar seu desempenho sexual. Entre uma prosa e outra, consomem os membros cozidos e fatiados (e supostamente afrodisíacos) de bois, ursos, veados, burros, cavalos, carneiros, búfalos, focas, cobras e cachorros.

A novidade é um vídeo publicado no site Weird Asia News, que mostra um cidadão inglês sendo confrontado com seu jantar: um pênis de jumento. A garçonete explica como aquilo foi preparado e qual é a forma correta de comê-lo.

Segundo a reportagem, o China International Travel Service (CITS), órgão ligado ao turismo internacional no país, faz sua parte, preparando os visitantes estrangeiros para o fato de que eles podem considerar alguns pratos apreciados na China como algo ofensivo ou repugnante.

Nos centros comerciais são oferecidos petiscos como cavalos-marinhos no espeto e cigarras. Segundo um vendedor, cavalo-marinho é bom para os rins masculinos. O CITS encoraja os estrangeiros a experimentar esses pratos "de cabeça aberta", como forma de estreitar as diferenças culturais entre os povos.

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/

2 comentários:

Arte e Sensibilidade disse...

LUCIANO!!!!!!!!!!!!!!!!

QUE COISA HORRÍVEL!!!!!!!!!

VC TERIA CORAGEM DE COMER ????
OLHA ....EU NÃO TERIA ....PENSO QUE TEM TANTAS COISAS MAIS BONITAS E ACEITÁVEIS AO PALADAR...E AOS OLHOS NÃO????

rsrsr........NOSSA!!!!!!!!!MAS É A CULTURA DELES ....

SÓ VC MESMO PARA ENCONTRAR ESTAS PÉROLAS.....MEU QUERIDO..

BEIJO DA ANAY , SEMPRE.

aloisio.show@hotmail.com disse...

meu velho;.....

na boa ... PREFIRO FICAR COM FOME VICE NAMMMMMMMMMMMMMMM :p

KKK

MAIS LEGAL A MATERIA KKKKK

musica