quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

VOCÊ USARIA ALGUM CHAPÉU DESSES?


A palavra CHAPÉU provém do latim antigo "cappa", "capucho" que significa peça usada para cobrir a cabeça. As primeiras modalidades de proteção para cabeça surgiram por volta do ano 4.000 a.C. no antigo Egito, na Babilônia e na Grécia quando o uso de faixas na cabeça tinha a finalidade de prender e proteger o cabelo

Mais tarde originaram-se os turbantes, as tiaras e as coroas, usadas por nobres, sacerdotes e guerreiros como símbolo de status social. Como sinal de distinção social ou profissional permanecem até hoje os chapéus específicos destinados a pessoas que ocupam determinadas atividades (soldados, marinheiros, eclesiásticos, etc.).

O primeiro chapéu efetivamente usado foi o "PÉTASO" por volta do ano 2.000 a.C.. Tratava-se de um chapéu dotado de copa baixa e abas largas que os gregos faziam uso em suas viagens como uma forma de proteção. Era um tipo prático, ajustável, podendo ser retirado com facilidade, tendo perdurado na Europa por toda a Idade Média (de 476 a 1453).

Na Antiga Roma (por volta do ano 1.000 a.C.), os escravos eram proibidos de usar chapéus. Quando eram libertados passavam a adotar uma espécie de chapéu semelhante ao barrete (boné em forma de cone, com a ponta caída para um lado), em sinal de liberdade. Hoje em dia pouca coisa mudou e, em alguns países, e até mesmo no Brasil (principalmente no Jockey Clube de São Paulo) essa prática ainda é bem comum.

Postamos alguns chapéus bem originais. Espero que você se identifique com alguns. Quem sabe você não os usa nas noites de Momo.

FONTE: http://www.chapelariapaissandu.com.br/historiadochapeu.htm.

































2 comentários:

Por Jomara Cid disse...

Sou bem suspeita para falar desses chapéus, tem uns que sao verdadeiras obras de arte e me emocionam de verdade...

Meu sonho era receber um pedido de chapéus assim, onde eu pudesse liberar minha imaginação.

Jomara Cid

LÚCIA HELENA disse...

POSTAGEM NOTA DEZ!!!

L. HELENA

musica